O lado qualquer da Força

Sempre tive presente dentro de mim uma grande sede de autoconhecimento. Acredito que, através desse processo, a evolução espiritual acontece. Aconselho vivamente…

Gosto de nos comparar a uma Força. – Não podemos fugir de nós próprios, então, se queremos tornar essa experiência mais proveitosa e feliz, devemos fazer por conhecer a nossa Força. Enfrentá-la, estudá-la. Um pouco como se fossemos cientista e objecto de investigação, ao mesmo tempo.

Conhecer significa saber orientar, e orientar significa rumar na direcção do caminho certo. Aquele que é apenas nosso e de mais ninguém. E que mais ninguém pode fazer, a não ser nós.

Sempre tive, também, uma profunda consciência da importância da comunicação, do poder das palavras.

Para fazermos o caminho certo, há-de haver tomadas de consciência, e estas começam por percepções e ideias subtis. A derivação em palavras, confere a essas percepções e ideias uma dimensão totalmente diferente. Aliás!… é assim que elas passam do mundo subtil, para o mundo tangível: ganham peso, ganham densidade, ganham forma. Essas formas são o principiar das reflexões, questões, conclusões e pimba!….. Consciência = Cura e evolução!

Para mim, conhecer e tomar consciência da minha força, sempre foi uma das minhas opções existenciais e a dada altura da minha vida, numa fase de cansaço profundo, apercebi-me que já não estava a conseguir fazê-lo sozinha. Pecisava de ajuda e procurei-a (simples). Foi aí que surgiu o Reiki e a revolução aconteceu. Ser reikiana tem sido uma grande ajuda no meu processo de autoconhecimento, uma verdadeira viagem a todos os cantinhos de mim. Mim, como Ser físico, mental, emocional e espiritual. Um despertar, ao qual, mais tarde, o Yoga veio juntar-se.

Costumo dizer que o Reiki veio dar-me a consciência da universalidade e do meu posicionamento nessa universalidade, o Yoga veio dar-me a consciência do meu corpo, nos seus vários níveis. Em mim têm funcionado como complementos perfeitos.

Assim sendo, gostaria de introduzir um vídeo, que recentemente, veio ter comigo e que tem a ver, de certo modo, com estes pontos, que refiro resumidamente em cima. São quase 7 minutos, em que, esta mulher fascinante – Psicóloga, psicanalista, especialista em regressão de memória, medicina chinesa e acupuntura, mestre de Reiki….etc, etc… –  dá umas palavras aos seus alunos, durante uma iniciação de Reiki

Transcrevo da parte final: “A arma do homem do futuro será o seu poder de argumentação (…) a palavra (…) e através da palavra a gente move as pessoas (…) Não devemos economizar palavras.”

Acredito nisto. Mesmo. E como já disse em cima, além de mover pessoas, acho que a palavra é também um método de cura, de partilha, de tomada de consciência, de evolução. Sinto as palavras dela como se fossem minhas. Gosto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s