Curiosidade animal

Seria curioso se nos deixássemos levar pela febre animal que, instintivamente, recusamos sentir. Somos sangue a correr nas mesmas veias e o quente que provocamos não é mais do que a circulação que flui pelo corpo do nosso desejo. No fundo recusamos ceder porque sabemos que o nosso caminho não é nosso. Chocamos, empatamos, voltamos costas, mas os encontros são naturais,… desumanos.

Assusta-te? – Tal como a mim. Mas não deixaria de ser curioso…

Somos animais da mesma raça. Bichos bizarros com o mesmo instinto, mas… Desencontrados no tempo certo de cada um ser aquilo que deve ser. Algo nos repele, com a mesma intensidade com que nos atrai. Sabemos que é assim, mas há interesse no estímulo.

Será que morreríamos como o gato curioso? Voltaríamos a nascer? E qual seria a força que nos moveria a seguir? A força da atracção ou a força repelente? As respostas pagam-se caro e ambos sabemos disso. Mais vale não correr o risco. Mais vale ser Humano. Assim nos diz o instinto. E sinceramente?…. Não me apetece.

Aurora Buzilis

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s