Espécie de regresso com direito a balanço

Não se escreve nada quando não se passa nada e nada tem sido a última coisa a passar-se. *Blog ao abandono*… Confesso que de certo modo uma extensão da realidade, mas… Este abandono essencialmente existencial tem sido um modo de vivenciar-me com outros olhos, outros ouvidos, outras falas, outros toques, outros sussurros….

Lição #1 É no silencioso mergulhar interior que surge a voz mais expressiva.

Vem no seguimento e conclusão de um ano de 2012 repleto de “quedas livres”, experiências novas, aventuras inesperadas, libertações, encontros curiosos e desencontros inevitáveis, tomadas de consciência dolorosas e libertadoras, trasmutação de energias antigas, viagens a passados longínquos e outros mundos, limpezas…. lágrimas, finalmente as lágrimas. Rios e rios de gloriosas lágrimas. Descobertas e desafios superados. Sonhos e surpresas.

Lição #2 Somos sempre muito mais do que aquilo que pensamos que somos e é importante a constante redescoberta de nós próprios.

Este ano foi muito importante, mas o estranho é que tenho a sensação que não aconteceu nada, que não o vivi. Juro!… Que pairei por ele!… Dormi-o! É altamente bizarro em termos práticos olhar para trás e não recolher grande coisa.

Lição #3 As grandes mudanças são aquelas que não são visíveis, nem evidentes.

Arrisquei muito, parti numa viagem sem rumo que ainda dura, senti neste processo o desenvolvimento da minha intuição e percepção do mundo que me rodeia, o que é maravilhoso, mas não tem sido fácil e agora sinto-me cansada. Daí o abandono. E é enquanto escrevo este artigo que me apercebo disso.

Lição #4 Às vezes o processo de cura também passa por parar e enfrentar aquilo com que tão masoquisticamente nos auto-punimos. Estagnar pode às vezes ser sinónimo de Recuperar.

Aguardo ao mesmo tempo que os “Blues” desta altura do ano passem e a inspiração me volte a habitar, mas diferente, ainda com mais força e que eu encontre a melhor forma de a expressar. As páginas mantêm-se em branco há tempo demais e já é altura de começar o frenesim….

Lição #5 Sorrir sempre. Ou pelo menos tentar….

Aurora Buzilis

wingsss

2 Comments Add yours

  1. clara diz:

    Já estava com saudades de te ler 🙂 beijos amiga ❤

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s