Estranha Ser

Toda eu sou uma

na múltipla forma de ser.

Toda eu sou uma

na estranha forma de querer.

Pela espinha me sobe o sustento,

na pele me transpira a memória.

Quebram-se barreiras de vento

soltam-se facetas de história.

Quem entender venha tocar

o mistério em sangue e carne guardado.

Quem souber venha abrir

o mundo por um trinco encerrado.

Porque toda uma eu sou

apesar de várias parecer.

E nessa uma que eu sou

a magia será sempre o prazer.

Aurora Buzilis

body

 

2 Comments Add yours

  1. Fiquei deliciada ao ler….. que coisa maravilhosa ❤

    1. fico feliz por saber, obrigada pelas tuas palavras ❤

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s