Frenesim

Deito-me numa cama de palavras soltas,

que vagueiam perdidas em busca de pontuação.

A noite traz as estrelas que iluminam o caminho

e eu fico quieta,

à espreita,

envolvida por essa confusão;

Lentamente, desenho com a ponta do dedo

interrogações ardentes e exclamações de fé…

E  pelos ares elas voam, rodopiando em mim.

A noite deixa ficar as estrelas

e eu levito, embalada nesse frenesim.

Aurora Buzilis

@ Sofia Ajram
@ Sofia Ajram

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s