Daqui até à lua, da lua até aqui.

A mágica e misteriosa Lua.

Todas as noites lá está ela, na sua inconstância, a zelar por nós. E sempre nos parece linda, e sempre que a olhamos (com olhos atentos) sentimos o entusiasmo da descoberta, tal como se fosse a primeira vez que a olhassemos. Queremos sempre chegar até ela. Possui-la. Partilhá-la. É este o seu feitiço.

A Lua é a energia da nossa natureza emocional. Símbolo feminino, a alma, os sonhos, as manifestações do nosso “Eu” profundo. É inspiração de poetas, o inatingível. Inspiração dos apaixonados, o sentir….

“Amo-te daqui até à lua, da lua até aqui.” juram eles.

sonata ao luar

Foi portanto, impossível, não sentir um arrepiozinho bom, quando dei de caras com um projecto interessante que unia a “Sonata ao luar” de Beethoven e uma viagenzinha de ida e volta até à lua.

(sim! verdade!)

O resultado da experiência é no mínimo… especial! Assim achei eu.

Na página de internet de Katie Paterson está disponível, para audição, um pequeno extracto dessa composição clássica, Sonata ao Luar (muito apropriado, eu diria) reflectido pela lua. Uma ideia deliciosa!

Mas o que é que foi feito, mesmo?

Pois bem… Traduziram a Sonata ao Luar de Beethoven para código morse e enviaram-na para a Lua via E.M.E./Reflexão Lunar*, que por sua vez foi reflectida de volta para a Terra, fragmentada pela superfície lunar, e novamente traduzida para uma peça musical, transformando as falhas e ausências, em intervalos e pausas.

– A nova música reflectida pela Lua encontra-se em exposição, mas espreitando AQUI, podemos ter acesso a uma pequena parte.  –

“…daqui até à lua, da lua até aqui.”

Os sinais enviados via E.M.E. percorrem cerca de 770 mil km a 800 mil km, dependendo do perigeu (máxima aproximação) e do apogeu (máximo afastamento) da lua.

É esta a distância do sentimento. A mesmo distância que a Sonata percorreu, tocando a lua e voltando para nos mostrar a sua versão lunar. Achei genial e adorei a proximidade que me fez sentir do nosso belo e adorado satélite natural. Especial, mesmo. Não resisti à partilha. 🙂

Aurora Buzilis

*A Reflexão Lunar ou E.M.E ( Earth – Moon – Earth) é uma modalidade de transmissão que consiste em usar a Lua como reflectora de sinais de comunicação. São enviados sinais da Terra até à Lua, que são reflectidos na sua superfície e por sua vez, recebidos de volta na Terra. A Lua reflecte apenas alguma parte da informação, estima-se à volta de 7% do sinal, o resto é “absorvido” pelas sua sombras e crateras.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s