| STOP |

Oiço as pessoas a passarem lá fora, a falarem umas com as outras.

Não as vejo. Apenas oiço.

A rapidez com que falam, o tom seco que dão às palavras que expelem para cima do outro.

A agressividade. A distância.

O meu coração pára.

Aurora Buzilis

home

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Para meu coração basta teu peito
para tua liberdade bastam minhas asas.
Desde minha boca chegará até o céu
o que estava dormindo sobre tua alma.” | Pablo Neruda

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s