As dores de desejar o impossível

Senti a tua presença esta noite. Acordei com o vazio incrível da tua ausência. Da tua impossibilidade. Quem me dera poder ver-te diante mim. Tocar-te, para ter a certeza que existes. Que não és uma fantasia. Este querer, este desejo, esta curiosidade e vontade. Não queria sonhar contigo, mas foi o que aconteceu. A tua imagem era ténue, mal conseguia distinguir os teus traços, mas as sensações que me causavas eram concretas. Quero ter-te, provar-te, sentir-te. Olhar para ti e não tremer…. e quero mais… mais… Quero romper-te dentro de mim, sem pedir “com licença” e depois

esquecer-te, porque me dóis! Hoje pelo menos. Amanhã já não.

Aurora Buzilis

rip it

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s