Dias de Querer

Há dias assim…

daqueles em que penso demasiado, em que observo demasiado, em que oiço demasiado. Dias em que me sinto em pé de guerra com o mundo e ao mesmo tempo cheia de amor por ele… tanto amor que me apetece deixá-lo porque sinto que já não lhe encaixo e devo seguir caminho. Para longe do cheiro a medo que se espalha pelos ambientes. Das dores que se alimentam e dos sorrisos e palavras das quais se foge. De sistemas falhados e aclamados. Dos comodistas, dos rotineiros e dos agarrados. Dos hábitos fúteis. Dias em que me sinto cansada de tanto me reinventar, de tanto compreender, de tanto sentir toda esta energia e não explodir de uma vez por todas. Há dias em que me apetece simplesmente estar abraçada a uma árvore e assim permanecer… permanecer… até que um louco qualquer decida interromper-me apenas para se queixar da vida que não soube viver e chamar-me a mim louca por estar abraçada a uma árvore e dali não quero sair. Sim, há dias em que me apetece fundir com a árvore, fundir-me com a natureza e talvez nem por ela me espalhar fosse suficiente para toda esta energia e força que sinto, e tivesse de me continuar a espalhar pelo céu, pelas estrelas, pela lua, pelas galáxias…. Há dias assim e outros assado, mas todos os dias são dias de esperança e fé e isso talvez ainda seja o pior.

Aurora

011220141433

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s