Activação de memórias

Há fotografias que mais parece terem sido puxadas de um qualquer registo existencial meu, interno e profundo. Vêm dar forma a algo subtil que carrego comigo, esquecido no tempo, na matéria e na memória. Como se precisasse delas para relembrar, desocultar… Pois que mesmo esquecido, esse registo não deixa de permanecer latente, numa espécie de adormecimento receptivo, à espera que alguma coisa fora de mim o venha despoletar – um gatilho que faça libertar essas energias  –

O impacto libertador é sentido por via do Reconhecimento, por via dessas imagens. Elas falam comigo. Sussurram lembranças vagas que não consigo estruturar, mas que com as quais obtenho uma sensação inefável de familiaridade. Tudo que posso fazer é senti-las num misto de pasmo e mistério. Com incompreensível fascínio.

Esta é uma delas.

Aurora

Fotografia de Victor Hugo em Fermelã (Albergaria-a-Velha)

poço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s