Encontros

Eu ia apenas a passar e ele…

…fitou-me com o olhar e seguiu-me os movimentos. Senti esse toque na alma e virei-me para o encontrar.

O espaço da distância entre nós foi ficando cada vez menor e à sua frente me detive, balançando ora para um lado, ora para o outro. Essa intermitência não era causada por pensamentos. Impossível, pois eles não vieram. Era causada pela entrega confiante desse olhar, na qual todos os meus sentidos se iam embebendo, deixando-me ao mesmo tempo perplexa e assustada.

Parei e sorri para ele com o coração.

A pureza… Que pureza!…

Debrucei-me sobre ele e inevitavelmente lhe estendi os braços, segurando-o carinhosamente, como se todo o mundo à nossa volta se desmoronasse e apenas nós, impunes, ali estivéssemos.

Unidos nos tornamos um, e assim seguimos caminho.

(Pelo menos, durante o tempo prometido.)

Esse foi um dos nossos vários encontros.

Aurora

bb

One Comment Add yours

  1. Veio-me á cabeça o anúncio do Impulse

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s