O verbo…

amor

Amar sem condições

Amar aceitando

Amar perdoando

Amar fluindo com o rio da vida, que me troca as voltas, me surpreende, me faz questionar… me desarma.

Amar a minha vulnerabilidade, o incerto.

Amar pelo bom de amar tudo o que não é bom. E tudo o que é bom demais.

Renascer vezes sem conta

Amar o próximo em mim

A liberdade, o cativeiro

Escolher

Amar a dúvida.

Aurora

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s