Pesquisar

arquétipo de mim

Manifestações de uma alma com muitas vontades

Categoria

arquétipo no mundo

O poema manifesta-se na fotografia – Vício

Foi com muita alegria, que no passado sábado, dia 3 Out.2015 vi o meu poema Vício ser manifestado na forma de Exposição – Poesia & Fotografia de mãos dadas – no espaço da Associação Cultural Nova Acrópole de Aveiro.

**************************************

4O poema “Vício” nasce (há alguns anos atrás) de um enredo mental despoletado pelo som de um cigarro fumado, atirado para o chão. Esse som seco e sem vida penetra a mente da persona remetendo-a para uma viagem de reflexões e visualizações rápidas e incisivas, confrontando-a com duas partes de si própria – uma mais consciente e luminosa, outra mais apegada aos padrões de dor e prazeres viscerais. Dir-se-ia uma batalha, a eterna batalha, entre o bem e o mal, entre a luz e a sombra, expressão da dualidade inerente à condição humana. Por um lado, aquela que se prende ao nocivo Vício, por outro lado aquela que sabe tratar-se de uma ilusória sensação de alívio e que anseia pela libertação e cura.

O cigarro dá o mote ao poema, mas podemos ir para além disso, pegando na metáfora para a elevar aos nossos padrões de comportamento rígidos, às nossas crenças arraigadas, hábitos vivenciais que nos transportam para longe de nós, do nosso centro e essência, que servem apenas para nos envolver numa aura de sonambulismo e muitas vezes sugerem mesmo uma espécie de autoflagelação consentida.

A grande questão: o que esconde o Vício?………

16

Para a Exposição, a proposta foi ilustrar este enredo através de outra forma de expressão, a fotografia. O poema é um poema aberto ao devaneio estético e expressivo e por isso convidei 3 pessoas, de vertentes diferentes, a transmitirem através dessa arte, aquilo que o poema lhes transmitisse. O seu sentir relativamente ao escrito. 3 sentires e interpretações diferentes que deram uma forma diferente e muito interessante, criando uma belíssima mostra de sentires e de humanidade, apoiada num suporte visual, também em si poético e tocante.

| Ver poema Vício aqui |

5

15

Registo fotográfico da exposição de Stelya Pereira – Nova Acrópole

Agradecimentos:

A minha gratidão aos artistas António M. Catarino, Cátia Biscaia e Leonel Mendrix (Rapaz Improvisado), pelo excelente trabalho, e claro, por terem aceitado o meu convite. Foi uma honra e profunda alegria ver o meu poema transformado em tão bela obra.

A minha gratidão aos membros da Associação Cultural Nova Acrópole de Aveiro, que aceitaram também receber este meu devaneio artístico no seu espaço, que tanto admiro e me orgulho de fazer parte. O mundo precisa de pessoas assim e de grupos activos em trazer a este mundo uma mudança para melhor.

A minha gratidão à casa de impressões Forever Blue no Centro Comercial Oita, Aveiro pelo profissionalismo, simpatia e excelente trabalho.

A minha gratidão também a todas as pessoas que privam comigo e que têm sido desde a partida, fonte de constante carinho, apoio e inspiração. Aos que estiveram presentes de corpo e aos que não puderam ir, mas sei que estiveram lá de coração. Ao Victor Hugo e ao Carlos Manu que foram excepcionais, pacientes e fizeram um perfeito trabalho na montagem. 🙂

Sites:

http://www.novaacropoleaveiro.org/

http://www.nova-acropole.pt/

https://www.facebook.com/novacropole.aveiro?fref=ts

http://www.catiabiscaia.com

rapazimprovisado.wix.com/site

http://www.amcatarino.com

http://admiravelmundodafotografia.blogspot.pt/

Aurora

Anúncios

Vício

Oiço o som deles,

seco, bruto e mortal

a caírem no chão,

noite após noite,

ao abrigo dessa inquietação.

Não sou eu que os atiro

É a outra…

Nem tão pouco tiro prazer disso,

mas a outra…

Observo, escuto e tento passar impune.

Sem qualquer pudor

ela, por outro lado,

deseja-os, sente-os, absorve-os

para depois os atirar

para morte certa

sem nada a questionar.

Eu percebo-a, e essa minha compreensão

faz-me senti-la nas minhas entranhas

com a força e a raiva

e o desespero e a revolta,

que tomam contornos negros de oito patas

e aos pares me entram

pela corrente sanguínea

e sobem, sobem rumo ao cérebro,

a pontos de me deixar louca

e inquieta, e assim…

Imagino-me sentada à sua frente.

Somos amigas, conversamos

faço perguntas, divagamos.

Somos as duas faces da mesma divindade.

Ao despique, entramos em jogos de Poder

e eu só sei que quero ganhar.

Mas quatro olhos vêm tanto,

juntas vemos tudo

e absorvemos tudo.

E naqueles momentos de solidão prazerosa,

eu paro e olho-a

enquanto ela os vai atirando,

como se isso fosse solução

como se isso fosse preencher

as lacunas que nasceram connosco.

Eu digo-lhe que não é assim

e ela não me diz nada…

Reproduz apenas, na minha cara,

aquele som

seco, bruto e mortal

deles a caírem no chão.

E eu, rápida e impetuosa,

quase lascivamente

tapo-lhe a boca, puxando-a para dentro…

sempre, com toda a força que me resta

e se solta das entranhas.

Sim! Porque é lá que a sinto bater!

Para que ninguém note que ela existe.

Mas eu sei

Ela existe

e continuará a vir

até ao final dos meus dias,

porque esse é o peso que tenho de carregar.

E ela virá sempre

que a rotina se instalar

que o vento, forte, soprar

que eu não me queira entregar.

Aurora Buzilis

Imagem

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

saranomundodasplantas

Sara no mundo da Etnobotânica - O Homem e as Plantas

O Mundo de Gaya

Um Mundo de Paz e Luz

O Tesouro de Lilith

Uma história sobre a sexualidade, o prazer e o ciclo menstrual

Senda de Eos

O mundo acordou diferente.

Sant' Yoga

Princípios para uma vida saudável

Herbarium do Tao

É um resgate do contato sagrado do ser humano com a natureza.

BeYou Reiki

Manifestações de uma alma com muitas vontades

misterioskryptos

Manifestações de uma alma com muitas vontades

MACROCOSMOS

Manifestações de uma alma com muitas vontades

Pistas do Caminho

Manifestações de uma alma com muitas vontades

Céus!!! Rosita Iguana

Os Astros dia a dia

No Ninho da Serpente

#ninhodaserpente

walkmanradio

facebook.com/walkmanradio

Portal do Budismo

Budismo, Coisas Positivas da Vida e do Mundo

Alecrim aos Molhos, Paparoca com Amor

Cozinha Vegetariana e Saudável { Healthy Vegetarian Food }

NATUREZA EM NOSSA VIDA!

PRESERVE A NATUREZA! VOCE FAZ PARTE DELA!

Sofia Coutinho | Formadora e Consultora

A Cuidar de Si, a Cuidar da Terra, a Partilhar e a Inspirar