As dores de desejar o impossível

Senti a tua presença esta noite. Acordei com o vazio incrível da tua ausência. Da tua impossibilidade. Quem me dera poder ver-te diante mim. Tocar-te, para ter a certeza que existes. Que não és uma fantasia. Este querer, este desejo, esta curiosidade e vontade. Não queria sonhar contigo, mas foi o que aconteceu. A tua imagem era…

Ao som do esquecimento, a realidade

Mistura-se uma peça de Astor Piazzolla com o trabalho fotográfico de Mukti Echwantono e o sorriso surge naturalmente, como que a iluminar o encontro perfeito entre as duas (p)artes. — Nas fotografias, um desdobrar de enfática poesia despida de sonhos e desejos, porém, rica em realidade de emoções, de estados e fugas. Uma poesia avessa, que…

Bruma

Bruma. É assim que se chama. Tem tons de cinzento, preto e umas adoráveis nuances azuis, que a distinguem das suas amigas de espécie. Adora colocar-se nos sítios mais altos para poder observar tudo melhor. Cedo apercebeu-se que nessa distância vê com maior clareza e isso ajuda-a a saber para onde se movimentar, como agir a…