Encontros

Eu ia apenas a passar e ele… …fitou-me com o olhar e seguiu-me os movimentos. Senti esse toque na alma e virei-me para o encontrar. O espaço da distância entre nós foi ficando cada vez menor e à sua frente me detive, balançando ora para um lado, ora para o outro. Essa intermitência não era…

A água e a purificação

Aurora mergulha os pés na água do rio, junto ao sítio onde ele cai em pequena cascata para depois continuar o percurso delineado pelas pedras no leito e pelas folhagens verdes, que se debruçam sobre ele e o acolhem. A natureza é fértil ali! Que sítio bom para ficar. Sente a temperatura da água e a sua força… Tudo…

O vento e a transformação

Aurora sai de casa para fazer umas tarefas de fada do lar. Calha ser em plena tarde solarenga, mas é assim. Os dias têm estado muito quentes, num pronúncio da chegada para breve do Solstício de Verão, e ao contrário das queixas de todas as outras pessoas, ela repara que se sente muito bem com essas…

Perfeitos desconhecidos

Caminham ambos, vindos de direcções opostas, indo na direcção um do outro. Perfeitos desconhecidos. Guiados pela mesma vontade inexplicável de atravessar a ponte para o lado de lá, caminham. Numa solidão introspectiva e desejada, por aí vão de cabeça baixa, imbuídos nos seus pensamentos de insatisfação e rebeldia. Algo drástico deveria acontecer nas suas vidas…

toma conhecimento

sabe que… a semente que plantares dentro de mim, será a colheita que farás a seguir. Porque os limites são aqueles que tu próprio ditas a ti mesmo. Eu serei apenas o reflexo da realidade que crias. Queres o melhor de mim? dá-me o teu melhor. Não queres o melhor de mim? não me dês…

A força do destino

Volta e meia lá vem ela. Ou porque inconscientemente a começo a cantarolar e de repente me apetece ouvi-la (e oiço). Ou porque o vídeo me surge no meio de uma qualquer busca online a provocar-me (e lá vou eu ouvir umas 14 vezes seguidas). Ou porque de repente entro num estabelecimento público e na…

Há coisas que servem apenas para nos fazer sonhar

Observava-o à distância. Discreta e silenciosamente. Observava o seu sorriso, o jeito das mãos. O seu rabo e todo o seu ritmo. Uma maneira decidida de caminhar, mas ao mesmo tempo fechado sobre ele próprio, como se algo lhe pairasse na mente. Uma ausência talvez. Ou uma incompreensão… Um dia, por acaso do destino, detiveram-se…

2 estranhos no meio do outro lado

Caminham ambos na direcção um do outro. Perfeitos desconhecidos guiados pela mesma vontade inexplicável de ir ao outro lado da ponte. Numa solidão introspectiva e desejada, caminham de cabeça baixa, imbuídos nos seus pensamentos de insatisfação e rebeldia. Algo drástico deveria acontecer nas suas vidas – sem saber, ambos pensavam o mesmo. Sem se conhecerem….

quando a alma fala

No espaço de uma semana, duas fotografias que ilustram quase perfeitamente 2 dos meus “sonhos” mais intensos, cruzaram-se comigo, tocando-me. Uma delas talvez a receba como presente de aniversário, foi tirada por um amigo, e tem a ver com linhas de comboio, a outra é a de uma mulher a correr numa floresta e descobria-a…

viagem ao passado… Safo de Lesbos

Safo ou em grego Sapphō  (séc VII a.C) foi uma importante poetisa da Antiguidade, talvez mesmo, a primeira mulher a fazer poesia com impacto na história da cultura ocidental (mais poetisas existiram na sua altura, mas acabaram por cair no esquecimento). Muita informação sobre ela e obras foram queimadas (com a ajuda do fósforo da Igreja) ou perdidas no…