O caminho do Ser “Entre Aspas”

Para meter nojo, hoje apetece-me divagar sobre essa grande palavra (literalmente), que para alguns é algo distante, que para outros é bastante próxima, para uns cliché, banal, para outros especial. Para uns é objecto de gozo, para outros regra de ouro. Para uns indiferença, para outros um sentir, para uns imposição, para outros diversão  – A “espiritualidade” –…

Wanderlust ou a volúpia do verbo Explorar

Exploro-me ; Explora-te ; Explora o mundo; Seja ele onde for Seja o mundo o que for Interior, Exterior, realidade, ilusão. Para lá do alcance de alguém De ti, de mim, do outro Descobre, avança, cresce! Põe-te à prova, floresce! Não sabes? Brinca. Descobre. Aprende. Pesquisa. Observa-te. Mas tenta. Queres mais? Experimenta, testa, apimenta. Cria….

Ser Intencional

A nossa linguagem é a Intenção. É através dela que se gera o movimento dos corpos, das almas. Que estes se manifestam. Se aproximam e se afastam.   A nossa linguagem não tem a ver com as palavras que se dizem, tem sim a ver com o sítio de onde elas partem. Aurora Buzilis

Passeios Nocturnos

Às vezes dava-lhe para sair de casa a meio da noite. A bem dizer, meio da noite talvez seja vago, apesar da equilibrada divisão temporal. Especificamente, gostava de sair naquela hora em que a maioria das pessoas regressava a casa, depois de momentos de convívio, de troca de palavras regadas e desregradas. Gostava desse desfasamento…

Nimbos mentais

As nuvens passavam por cima da sua cabeça como se fossem espectros dos seus próprios pensamentos. Nem sempre as formas eram evidentes, mas seriam com certeza o início de algo auspicioso. Adorava essa eminência… Fervia-lhe o sangue em pegar nas nuvens de ideias vagas e levá-las para um céu concreto, mas era custoso e as…

Aniversário e almas afins

Dia de aniversário. Dia de reflexão. Sentimentos à flor da pele e sorriso nos lábios para correr bem. Um ciclo que termina para dar lugar a outro, que assim sucessivamente, ciclo após ciclo, vai sendo delineada esta viagem complexa, louca e imensa que se chama Vida. E a Vida não seria a mesma coisa sem…

Segue essa noite

A noite não cai sobre mim sou eu que vou ter com ela. O frio que trás, sou eu que o procuro. Encanto que faz, murmúrio obscuro. Inebriante. A noite é bela. Em movimentos lentos e ondulantes atravesso-a, descubro-a, toca-me. Não desiste de mim, mas sou eu que vou atrás dela. E ali fico. Ali…

pintura a óleo… E se?

E se a vida fosse uma sucessão coerente de sons e silêncios, como uma melodia? Parece-me tão incoerente… E se a vida fosse um conjunto de versos e estrofes de identidade transcendente e sensível, como um poema? Parece-me tão insensível… E se a vida fosse um desenrolar de acções, de aventuras e acontecimentos, concebidos para…

Frenesim

Deito-me numa cama de palavras soltas, que vagueiam perdidas em busca de pontuação. A noite traz as estrelas que iluminam o caminho e eu fico quieta, à espreita, envolvida por essa confusão; Lentamente, desenho com a ponta do dedo interrogações ardentes e exclamações de fé… E  pelos ares elas voam, rodopiando em mim. A noite…

viagem ao passado… Safo de Lesbos

Safo ou em grego Sapphō  (séc VII a.C) foi uma importante poetisa da Antiguidade, talvez mesmo, a primeira mulher a fazer poesia com impacto na história da cultura ocidental (mais poetisas existiram na sua altura, mas acabaram por cair no esquecimento). Muita informação sobre ela e obras foram queimadas (com a ajuda do fósforo da Igreja) ou perdidas no…