Revelação

Pudesse abrir o meu peito em dois e depressa, de lá, sairiam vendavais. Chuvas de estrelas cadentes, cometas e galáxias ancestrais. Poesia em forma de nuvens, nuvens em forma de corações pássaros de olhar atento, rugidos de fogosos leões. Cães e gatos de pêlo fofinho, fadas e gnomos de jeito mansinho. Arco-íris e potes de…

O poema manifesta-se na fotografia – Vício

Foi com muita alegria, que no passado sábado, dia 3 Out.2015 vi o meu poema Vício ser manifestado na forma de Exposição – Poesia & Fotografia de mãos dadas – no espaço da Associação Cultural Nova Acrópole de Aveiro. ************************************** O poema “Vício” nasce (há alguns anos atrás) de um enredo mental despoletado pelo som de…

Contemplação

Porque às vezes o que realmente é preciso apenas é preciso. O que na verdade basta É algo que nos encha a vista, que nos acalente o espírito, algo que nos inspire e leve… eleve. Algo BELO. Simplesmente. Aurora Artista vietnamita, pintor surrealista e simbolista,  que cria pinturas com tinta acrílica inspiradas pela poesia de histórias…

In Corpo Poético | Uma nova Pele

Já lá vai o tempo em que não era grande apreciadora de poesia. Quem trabalhou comigo há uns anos atrás, sabe o quanto não ia à graça com rimas, por exemplo, e sabe também o quanto resistia a este género literário. Lembro-me de um dia, uma mulher sábia me ter dito que: tudo aquilo a que criamos…

Renascer

Eu não sou eu. Já não sou eu. Era outra, mas já não. Que no caminho adiante, uma cabe, apenas. No limiar do renascer, a transformação.   Tanto andou de morte em morte, nada mais lhe resta senão viver.   Despeço-me dela… que era da minha carne.   Eu chego completa e ela parte. Aurora…

Poética Parceria Astral

E reza assim… O espaço entre os teus olhos e os meus Onde o vazio é o sexo dos sentidos a distância, a chama que acende a intimidade. Que nesse espaço feito de lugares-comuns há experiências marcantes há silêncios inesquecíveis há vontade tremenda encontros de eternidade. Esse espaço, onde os teus olhos e os meus…

Inspiração de início de semana

Não sei se é da Lua ou se é por outra coisa qualquer, mas ultimamente tenho andado com  as emoções à flor da pele. Por um lado é bom, porque se for bem canalizada, essa sensibilidade dá-me combustível para colocar em prática certas coisas, que de outro modo não faria de modo tão assertivo. E…

Girassol Oh

Guardo os traços de luz, os abraços apertados. Guardo o calor intenso e os olhares arregalados. Guardo a beleza do dia e recolho o anoitecer. Guardo a felicidade prometida, Do amarelo, lanço-me à terra para crescer. E giro, giro, giro…. Lentamente, ao ritmo do Sol, ao ritmo da minha vontade, de brilhar, de vibrar. E giro,…

Ao som do esquecimento, a realidade

Mistura-se uma peça de Astor Piazzolla com o trabalho fotográfico de Mukti Echwantono e o sorriso surge naturalmente, como que a iluminar o encontro perfeito entre as duas (p)artes. — Nas fotografias, um desdobrar de enfática poesia despida de sonhos e desejos, porém, rica em realidade de emoções, de estados e fugas. Uma poesia avessa, que…

Oliverio, quero-te!

Ando à cata deste senhor há algum tempo. Espero estar próxima de algo. Oliverio Girondo (1891 – 1967) foi um poeta argentino, nascido em Buenos Aires (recuso-me a pôr Bons Ares, como já vi escrito não vou dizer onde!) no seio de uma família algo abastada, permitindo-lhe a possibilidade de viajar até à Europa, tendo estudado…