A água

À noite ela invade os meus sonhos, de dia procuro-a na natureza. Ela atrai-me. É minha companheira. Ela equilibra-me. Está em mim. Meu espelho. Meu mistério. Aurora

Etérea

entre sonhos vívidos, emoções, paredes a bloquear a visão e a impedir os passos às vezes penso que bastaria fechar os olhos e esticar o braço para tocar em algo semelhante a um horizonte paralelo, numa dimensão latente e ligada àquela na qual me encontro, numa espécie de estado entre o líquido e o aéreo onde um simples agitar…

Põe as asas e perde-te

Põe as asas e perde-te no espaço que os teus sonhos ocuparem. Deixa-te ir… Deixa que a brisa da imaginação te leve, tranquilamente, a sítios por onde nunca andaste. Sítios criados de improviso ao sabor das tuas emoções do instante, anseios, vontades, curiosidades, puxando as cores vivas e apetitosas que te apetecerem. Puxando as texturas…

Quotidiano

Inspiração / Expiração Senta-se e coloca as mãos em cima da mesa. Meio mundo à sua volta julga-se louco e ao outro meio mundo falta-lhe loucura. Inspiração Deixemo-nos de lérias: – Há-que procurar o improvável! Esse é o verdadeiro néctar da vida! Expiração Levanta-se e vai fazer um chá. Aurora Buzilis

Amor de Hula-Hoop

Adoro Hula-Hoops. Tive um quando era mais pequena, que terminou tragicamente debaixo da roda de um carro. Lembro-me o quanto o estimava e o quão doloroso para mim foi, descobrir os seus restos mortais espalhados pela garagem lá de casa. Um velho trauma superado (ou quase). Recentemente adquiri outro Hula Hoop. Não é tão bonito…

Tenho o sonho…

…de um dia conseguir amar a Humanidade. Para já, lamento não o conseguir fazer, mas tenho de aceitar que não o consigo fazer. Talvez, para um dia o conseguir fazer plenamente, tenho primeiro de conhecer todos os seus aspectos e odiá-la. Odiar a humanidade, aceitar que a odeio, para depois a aceitar a ela e…

A miúda sonha, o post nasce

Ontem acordei a meio da noite (3:00 a.m.) depois de uma  espécie de pesadelo, que envolvia uma catástrofe do género onda gigante, que se abatia sobre o prédio (estranho prédio com uma torre) onde eu estava com mais pessoas, amigos e outros. Vimos essa onda tsunamiesca a desenvolver-se e a galgar caminho até nos atingir…

Um dia sonhei que queria voar

                                        Em tempos, em meditação, recordei um sonho de criança. Surpreendeu-me…. ou talvez não. Voar. Queria voar. Hoje esta música atingiu-me. Ressoa em mim. Oiço-a várias vezes e a sensação que tenho é essa… a de…

Desde pequenina…

Desde pequenina que me imagino a encontrar um tesouro à beira-mar. Sempre que vou à praia dou por mim a procurá-lo. Algo que o mar me entregaria ali. Algo brilhante. Algo secreto. Hoje trouxe estas bonitas conchas e umas pedras para o meu jardim zen e outro spot da casa. Adoro! Aurora Buzilis

2 estranhos no meio do outro lado

Caminham ambos na direcção um do outro. Perfeitos desconhecidos guiados pela mesma vontade inexplicável de ir ao outro lado da ponte. Numa solidão introspectiva e desejada, caminham de cabeça baixa, imbuídos nos seus pensamentos de insatisfação e rebeldia. Algo drástico deveria acontecer nas suas vidas – sem saber, ambos pensavam o mesmo. Sem se conhecerem….