Pesquisar

arquétipo de mim

Manifestações de uma alma com muitas vontades

Categoria

Música

Shhh

Só começaremos a ouvir verdadeiramente, quando nos…

calarmos!

Só começaremos a viver verdadeiramente, quando nos…

ligarmos!

ao que realmente é importante.

ao que realmente nos nutre.

 

Onde é que está afinal a ilusão?

Aurora

*********

vídeo Savages – Shut Up  ♫ ♩ ♫

shh

mimo musical

Boa música, viagens no tempo, descobertas inspiradoras, até poesia, e sentidos ao rubro. Não resisto a partilhar aqui esta página fantástica, um verdadeiro mimo.

Para desfrutar de mente e coração aberto. O espírito agradece. 😉

Basta clicar em WALKMAN RADIO – TIME MACHINE.

Aurora

hj

Quando falo com a Lua, consigo ouvir-te*

Melodias que continuam a levar-me…

Aurora

1323349568_06

#com vídeo#

A promessa feita

lugar

Todos nós temos um lugar neste mundo

que nos pertence e nós pertencemos a ele. Onde voltamos a encontrar aquela sensação de reconhecimento e plenitude, perdida deste lado do véu, tão profunda e doce como se fosse parte de nós

porque é mesmo uma parte de nós.

A ligação a este lugar é subtil, mas mais forte e poderosa do que qualquer outra que conheçamos neste plano…

mais do que as singelas ligações de sangue, amorosas, de posse ou empatia. Um lugar que transcende todos os outros. Um lugar onde nos energizamos, crescemos e nos elevamos e que uma vez lá encontrados, ajudamos também Gaia a elevar-se de uma forma muito especial. Um lugar que reflecte o melhor que existe dentro de nós e onde mais irmãos e irmãs, em sintonia, se unirão para prosperar.

Passamos vidas e vidas sem encontrar este lugar, sem sequer imaginar que ele seja possível |também fora de nós | ~ mas no momento em que estivermos preparados para isso, ele surgirá. Ele se manifestará.

Um dia vou encontrar o meu lugar, essa promessa está feita… Até lá,  sonho com ele, como ele sonha comigo.

Aurora

Buscar na História a Esperança

hildeVolta e meia, gosto de me relembrar, que mesmo nas trevas da Idade Média, em que a Igreja Católica galgava por cima da cabeça de todos os que se colocavam no seu campo visual (e mais além), sedenta de poder e controlo machista, houve raios de luz que penetraram pela sua densidade, para inspirar gerações futuras e deixar legados surpreendentes a iluminar caminho. Histórias de pessoas que quebraram barreiras, que foram mais além.

Sinceramente? Gosto de relembrar porque essa é uma das várias maneiras que encontrei para alimentar em mim a Esperança e para fazer as pazes com esses tempos conturbados… e com estes que vivemos também. Para curar feridas internas e puxar em mim, cada vez mais, a compreensão genuína e não da “boca para fora” de que, independentemente dos diferentes valores, crenças, religiões, atitudes, dogmas, perspectivas, etc… somos todos irmãos, estamos todos unidos Aqui.

Hildegard von Bingen (1098 – 1179) foi a décima filha de uma família alemã nobre de Rhineland, próxima de Maniz, onde ainda se podia sentir um pouco das influências Celtas. Aos 8 anos foi entregue a um convento para seguir a vida religiosa. Segundo os registos, era uma criança excepcional apesar da saúde débil, mas resistente a uma série de doenças que veio a sofrer. Começou muito cedo a ter visões místicas e a experienciar elevado grau de clarividência e premonições. Com receio das consequências, nunca falava das suas experiências transpessoais, mas registava muita coisa por escrito, dando azo mais tarde, a um livro chamado Scivias (Conhecer o Caminho). Com a morte da Abadessa que a criou no convento, Hildegard foi eleita a nova Abadessa em 1136.

Com uma energia notável e grande capacidade argumentativa, ela foi uma influência importante de consciencialização pública sobre religiosidade. Assertiva nas denúncias sobre a corrupção do clero na sua época, foi inúmeras vezes contra as leis eclesiásticas mais rígidas e viu mesmo a sua coragem ser fortemente atacada em vida, fazendo até com que o seu convento fosse interdito.

Mística, teóloga, filósofa, naturalista, médica, botânica, poetisa, dramaturga, compositora, escritora alemã, foi a primeira mulher a ser considerada uma autoridade em assuntos teológicos; a única mulher medieval a quem se concedeu o direito de pregar a doutrina cristã em público; a autora do primeiro auto sacro jamais escrito e o único dramaturgo no século XII que não permaneceu anónimo; a única mulher medieval a ser lembrada como compositora de um extenso e qualificado corpo de obras musicais; o primeiro autor a escrever sobre sexualidade e ginecologia de um ponto de vista feminino, e o primeiro santo a ter uma biografia oficial que inclui trechos autobiográficos. Todas essas realizações são extraordinariamente notáveis por ela ter sido uma mulher do século XII, mas não apenas por isso, as suas obras em todos os campos a que se dedicou têm um elevado mérito próprio independentemente do seu género. (in Wikipedia)

É giro notar, que apesar de Hildegard manter a sua humildade e submissão a Deus entidade masculina em seus âmbitos católicos, ela recusava atribuir a culpa do pecado original a Eva e muitas vezes se referia a Deus como uma mãe amamentando a criação e olhando pelos seus filhos. Procurou não negar, nem confrontar o masculino que se impunha pelo Cristianismo, mas sim encontrar um equilíbrio e harmonização entre os opostos.

Muito mais há para descobrir da obra e vida desta mulher interessante e lutadora. A banda sonora do meu dia foi essencialmente da autoria dela e fez-me vibrar de emoção, tocando em pontos da minha existência mais remota e chamando à luz uma tranquilidade e confiança em relação ao equilíbrio cósmico latente nesta invisível rede universal que nos envolve e liga a todos, seres humanos, apesar de tudo…

♫ ♬ ♭ Hildegard von Bingen – Music and Visions ♫ ♬ ♭

Aurora Buzilis

Wanderlust ou a volúpia do verbo Explorar

explorar

Exploro-me ; Explora-te ; Explora o mundo;

Seja ele onde for

Seja o mundo o que for

Interior, Exterior, realidade, ilusão.

Para lá do alcance de alguém

De ti, de mim, do outro

Descobre, avança, cresce!

Põe-te à prova, floresce!

Não sabes? Brinca. Descobre. Aprende.

Pesquisa. Observa-te. Mas tenta.

Queres mais? Experimenta, testa, apimenta.

Cria. Cria. Vagueia sem rumo. Explora.

Acorda. Parte. Fica. Sonha. Deseja!

Explora-me ; Exploro-te.

Observa o caminho. Confia.

Em ti, em mim, no outro.

Liberta-te. Explora-te. Aprende. Mergulha.

Entra fundo. Muito fundo. Continua!

Explora. Voluptuosamente.

O mundo sente-se voluptuoso.

O mundo deseja-te. Deseja-me.

Vem.

Aurora Buzilis

♫ ♬ ♭ Wild Beasts – Wanderlust ♫ ♬ ♭

 

A música…

…faz o meu mundo rodopiar. Eleva-me.

Sobre o ano de 2013, apetece-me fazer referência a um álbum que me marcou, mexeu comigo e acompanhou (ainda acompanha), repetidas vezes, nos mais variados momentos. Momentos mais tranquilos, outros nem por isso. Fez-me focar em mim, dançar e viajar em meandros mentais de descoberta e reconhecimento. Em verdade, este som não é nada de novo. Nada que não tenha já sido ouvido antes, nos seus toques de anos 70 e 80, mas há porém, algo de muito contemporâneo na sua força que cai bem no presente e se torna diferente, numa estranha forma familiar de se expressar. Apaixonante. Humana. Um ar de gótico frio e tocante, que ao percorrer os sentidos ao qual se oferece sem cerimónias, provoca o efeito exactamente oposto : aquece a pele e faz vibrar o pulsar do coração em cada poro.

Ouvir aqui ♪ ♫ ♩ ♬ Soror Solorosa – No More Heroes ♪ ♫ ♩ ♬

Aurora Buzilis

Soror-Dolorosa_no more heroes

 

Melodias de outro mundo…

…que a levam a mergulhar numa sedutora atmosfera líquida e nadar, envolta num manto de ilusória sensação de segurança, guiada pela fusão dos sentidos que ganham a forma de um cardume de peixes alados e a levam até cenários etéreos, longínquos, para depois das nuvens. Perde-se. Maravilha-se. Lá as árvores cantam melodias para embalar os sonhos das estrelas que se encostam aos seus ramos e repousam. Ali ficam, à escuta… e ela também. Fecha os olhos e sonha… Com o quê, ninguém sabe.

♩♫♭ Alcest – Autre Temps ♪♯♬

Alcest – Les Voyages de L'Âme
Alcest – Les Voyages de L’Âme

Facebook / Site oficial

Aurora Buzilis (viciada nestas viagens sonoras)

A força do destino

Volta e meia lá vem ela. Ou porque inconscientemente a começo a cantarolar e de repente me apetece ouvi-la (e oiço). Ou porque o vídeo me surge no meio de uma qualquer busca online a provocar-me (e lá vou eu ouvir umas 14 vezes seguidas). Ou porque de repente entro num estabelecimento público e na televisão está a dar o videoclip (e congelo a degustar todas as sensações que me provoca). Ou porque. Ou porque. Ela volta sempre. Volta e meia ela aparece.

E nestas voltas e reviravoltas o efeito é sempre o mesmo: arrepia-me, toca-me e emociona-me.

Data de 1986 e pertence ao álbum “Entre el cielo y el suelo” da banda espanhola Mecano – a música Hijo de la Luna, que eu nunca consigo ouvir apenas uma vez e me persegue…

mecano

Esta música conta a história de uma mulher cigana que pede à lua que lhe traga um marido. A lua concede-lhe o desejo, mas em troca quer o primeiro filho nascido. Quando o filho nasce, qual não é o espanto de todos ao verificarem que a criança tem a pele de cor muito branca (albino) e os olhos muito claros. O marido cigano, de pele morena, assume que a mulher cometeu o adultério e mata-a com uma faca, levando a criança para uma montanha, onde a abandona.

A lua, que quer ser mãe mas não consegue encontrar um amante que faça dela mulher, leva a criança para o céu. Em noites de lua cheia, a criança está feliz. Quando a criança chora, a lua minga para fazer de berço.

Não há punições, tal como não há recompensas, apenas consequências.

Nas escolhas que se fazem, a força do destino. 

Aurora Buzilis

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

saranomundodasplantas

Sara no mundo da Etnobotânica - O Homem e as Plantas

O Mundo de Gaya

Um Mundo de Paz e Luz

O Tesouro de Lilith

Uma história sobre a sexualidade, o prazer e o ciclo menstrual

Senda de Eos

O mundo acordou diferente.

Sant' Yoga

Princípios para uma vida saudável

Herbarium do Tao

É um resgate do contato sagrado do ser humano com a natureza.

BeYou Reiki

Manifestações de uma alma com muitas vontades

misterioskryptos

Manifestações de uma alma com muitas vontades

MACROCOSMOS

Manifestações de uma alma com muitas vontades

Pistas do Caminho

Manifestações de uma alma com muitas vontades

Céus!!! Rosita Iguana

Os Astros dia a dia

No Ninho da Serpente

#ninhodaserpente

walkmanradio

facebook.com/walkmanradio

Portal do Budismo

Budismo, Coisas Positivas da Vida e do Mundo

Alecrim aos Molhos, Paparoca com Amor

Cozinha Vegetariana e Saudável { Healthy Vegetarian Food }

NATUREZA EM NOSSA VIDA!

PRESERVE A NATUREZA! VOCE FAZ PARTE DELA!

Sofia Coutinho | Formadora e Consultora

A Cuidar de Si, a Cuidar da Terra, a Partilhar e a Inspirar